De acordo com pesquisas recentes sobre a distribuição das diferentes versões do Android, há cerca de 3,2% de aparelhos no mundo todo utilizando a Jelly Bean, que vai do 4.1 à 4.3. Com mais de 1 bilhão de usuários do sistema operacional ao redor do globo, isso representa cerca de 32 milhões de dispositivos móveis, que são justamente os que devem ser afetados por uma mudança no suporte do Google Chrome.

Os desenvolvedores do XDA Developers flagraram vindouras mudanças na versão móvel do navegador. Os códigos indicam um aumento de requisitos mínimos para rodar. O conjunto de aplicações deve passar a funcionar somente a partir do sistema operacional 4.4, que é uma das versões mais populares. O Android KitKat ainda se vê presente em cerca de 9,1% dos smartphones e tablets.

Ainda não se sabe exatamente quais a razões para o Chrome exigir uma configuração diferente e quando isso deve acontecer, porém, estima-se que seja devido aos ajustes e implementações no browser — como o próprio visual ou correção de vulnerabilidades, entre outras coisas.

Isso indica também que a Google pode estar começando a dar adeus ao Jelly Bean. Lançado em 2012, foi a plataforma que recebeu a primeira versão estável do Chrome para Android. A companhia de Mountain View ainda não se pronunciou oficialmente a respeito, mas, dado o grande número de usuários, isso deve acontecer em breve.