Se você mora em São Paulo, já deve ter visto bicicletas amarelas rodando por aí ou mesmo estacionadas em diversos lugares. Assim como outras empresas já fizeram, a Yellow é um serviço de aluguel de bicicletas e patinetes elétricos que tem se tornado cada vez mais popular nas grandes cidades entre pessoas que optam por esse meio de transporte mais barato e ecológico.

O que nem todo mundo sabe é que a Yellow foi criada pelos mesmos fundadores da 99, o aplicativo de caronas pagas e de contratação de taxis que hoje pertence à companhia chinesa Didi Chuxing, e que a startup de aluguel de bikes chamou a atenção de investidores de capital de risco levantando US$ 12,3 milhões, ou R$ 51,6 milhões, apenas em abril e somando um total de US$ 63 milhões, ou R$ 264,2 milhões, em financiamento de Série A.

Maior da América Latina

Isso fez da Yellow a startup com maior financiamento em Série A da América Latina em todos os tempos, o que é bastante impressionante especialmente quando levamos em conta o fato de investimentos nessa área por parte de empresas norte-americanas serem consideravelmente baixos. O sucesso de startups latino-americanas também pode ser visto através da Rappi, o aplicativo de entregas que já é famoso em muitos lugares do mundo e nasceu na Colômbia.

Quem está por trás dos principais investimentos na Yellow é a GGV Capital, especializada em serviços e aplicativos de mobilidade. “Acreditamos que há uma nova economia emergindo na América Latina”, disse o sócio-gerente da GGV Hans Tung à publicação TechCrunch. “Muitas pessoas são mais cautelosas, mas o que vimos com nossa experiência na China, quando a penetração da internet começou a acontecer, foi uma nova economia que começou a surgir de forma mais eficiente”.