Twente-01-300x225

Uma equipe de cientistas da Universidade de Twente, Holanda, desenvolveu um disco capaz de armazenar dados por mais de um milhão de anos. Os dados são guardados no disco sob a forma de códigos QR com linhas de 100nm de largura.

A equipe submeteu o disco a diversas temperaturas de forma a descobrir o grau de deterioração dos dados e este conseguiu resistir a uma temperatura de 574 graus Celsius, embora tenha perdido uma quantidade significativa de informações. Os cientistas estão confiantes de que vão conseguir desenvolver outros sistemas de armazenamento de dados ainda mais robustos.

O projeto da equipe da Universidade de Twente não é único. A Long Now Foundation tem em mãos um projeto para o desenvolvimento de produtos de arquivo que sejam capazes de armazenar informações por períodos superiores a 10 mil anos.